CLIQUE E LEIA MAIS...

PEQUENAS HISTÓRIAS PARA REFLEXÃO



01 - A cerca

Havia um menino que tinha um temperamento difícil.
Então seu pai deu-lhe um saco de pregos
e disse-lhe para pregar um prego na cerca dos fundos da casa, toda vez que perdesse a paciência.

E, já no primeiro dia, o garoto pregou 37 pregos.
A partir desse dia, a impaciência do menino foi diminuindo gradualmente.
Ele descobriu que era mais fácil conter o seu temperamento do que bater pregos na cerca.

Finalmente, chegou o dia em que o menino não perdeu mais a paciência.
Sabendo disso, seu pai lhe sugeriu que tirasse um prego da cerca cada dia que ele conseguisse conter o seu temperamento.
Os dias foram passando e o menino pôde, enfim, contar a seus pais que não havia mais pregos na cerca.

O pai pegou o filho pela mão, levou-o até a cerca e disse:
- Você fez bem, meu filho, mas veja os buracos na cerca.
Ela nunca mais será a mesma.
Quando você fala coisas com ódio, elas machucam e deixam cicatrizes.
Você pode enfiar uma faca em um homem e retirá-la.

Não importa quantas vezes você diz que sente muito, a ferida continuará lá.
Uma ferida verbal é tão ruim quanto uma física.
Isso vale para todos, inclusive nossos amigos.
Amigos são jóias raras.
Afinal, eles nos fazem sorrir, nos encorajam para seguir em frente, nos dão ouvidos, nos consolam e sempre estão dispostos a abrir o coração para nós.

Mostre aos seus amigos o quanto você se importa com eles.


02 - Os dois remos do barqueiro

No interior do Brasil, havia um barqueiro que era funcionário da prefeitura. Seu trabalho era atravessar as pessoas em um rio muito largo. Atravessava crianças para a escola, jovens, homens e mulheres.

A canoa dele era dessas de dois remos, presos nas laterais da canoa, um de cada lado, que ele puxava com as duas mãos. Ele escreveu em um dos remos. Oração. No outro: Ação.

Um dia, ele estava atravessando um senhor, e este, conversando sobre as duas palavras, ridicularizou a oração, dizendo que o principal era o trabalho.

O barqueiro então, sem dizer nada, deixou de lado o remo da oração e começou a remar só com o da ação. Naturalmente, a canoa começou a rodar no meio do rio e não ia para frente. Ao contrário, ela estava descendo na correnteza, sendo que dois km abaixo havia uma cachoeira.

O homem ficou com medo, parou de argumentar e suplicou: "Pare com essa brincadeira, senão nós morremos!" O barqueiro pegou os dois remos, remou rio acima e chegou ao porto.

Depois lhe explicou: "É isto que acontece na nossa vida, se deixamos a oração de lado, e nos entregamos só à ação. Ficamos rodando em torno de nós mesmos, não vamos para frente, e o pior: Cairemos no abismo".

Os santos padres antigos diziam: "Nós devemos trabalhar como se tudo dependesse de nós, e rezar como se tudo dependesse de Deus". Aí sim, encontraremos o porto seguro".

03 - A Fábula do Porco-espinho.
Durante a era glacial, muitos animais morriam por causa do frio.
Os porcos-espinhos, percebendo a situação, resolveram se juntar em grupos, assim se agasalhavam e se protegiam mutuamente, mas os espinhos de cada um feriam os companheiros mais próximos, justamente os que ofereciam mais calor.
Por isso decidiram se afastar uns dos outros e começaram de novo a morrer congelados.
Então precisaram fazer uma escolha: ou desapareciam da Terra ou aceitavam os espinhos dos companheiros.
Com sabedoria, decidiram voltar a ficar juntos.
Aprenderam assim a conviver com as pequenas feridas que a relação com uma pessoa muito próxima podia causar, já que o mais importante era o calor do outro.
E assim sobreviveram.
Moral da História
O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com a individualidade do outro, e admirar suas qualidades.


13 comentários:

  1. historia linda de cir ler gostei muito

    ResponderExcluir
  2. amei escrevi e li para os meus colegas

    ResponderExcluir
  3. Que linda essa história ameiii!

    ResponderExcluir
  4. Muito bonita essa história, adorei muito fofa e tem muito haver com oq eu estava preocurando ! AmeiTudo, mt obg! Beijos Amores!


    Ass: Belinha aki!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, não deixe de visitar sempre nosso blog.... Em breve mais historinhas...

      Excluir
  5. 07 de outubro de 2013 15:19


    Amei esta história! Vou leva-la para ler e refletir em um retiro que minha pastoral vai realizar. Para que possamos colocarmos em prática nossa oração e ação.

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei muito historia da cerca muito linda

    ResponderExcluir
  7. curto muito e compartilho com meus ouvintes no radio da oito ao meio dia www.radionovalondon.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu além de achar as histórias lindas, foram mais algumas lições que aprendi.

    ResponderExcluir

CLIPE CATÓLICO DO MÊS